Publicado por: luzcameranimacao | junho 10, 2009

Sinopse – Wall-e

wall-e_3Diretor: Andrew Stanton

Produtor: Jim Morris

Co-Produtor: Lindsey Collins

Desenho de Som e Vozes Especiais: Ben Burtt

Compositor: Thomas Newman

Talentos de Voz: Fred Willard (”Shelby Forthright”), Jeff Garlin (”Capitão”), Ben Burtt

WALL-E continua sendo a grande promessa animada para 2008 e a sinopse oficial em português divulgada pela Disney só vem confirmar isso. E se a data prevista de lançamento no Brasil não sofrer alterações, o filme fará sua estréia silmutâneamente ao mercado americano, o que também é uma novidade em se tratando de animações Disney. Confira: E se a humanidade tivesse que deixar a Terra e alguém esquecesse de desligar o último robô? O escritor e diretor, ganhador do prêmio da Academia® Andrew Stanton (Procurando Nemo) e os criativos contadores de histórias e gênios técnicos dos Estúdios Pixar Animation (Os Incríveis, Carros, Ratatouille) transportam o público para uma galáxia não muito distante para um novo e cósmico desenho animado de computação gráfica sobre um determinado robô chamado WALL-E. Depois de centenas de anos sozinho fazendo o que foi projetado para fazer – limpar o planeta — WALL-E (abreviação de Waste Allocation Load Lifter Earth-Class, que em português é: Localizador e Coletor de Lixo Classe Terrestre) descobre um novo propósito na vida (além de coletar sucata) quando encontra uma bela robô de busca chamada EVE. WALL-E e EVE viajam através da galáxia e põem em movimento uma das mais eletrizantes e criativas comédias de aventura já levadas para as telas do cinema. Junto com WALL-E em sua fantástica jornada através do universo de visões nunca antes imaginadas do futuro está um elenco hilariante de personagens que inclui uma barata de estimação e uma heróica equipe de robôs desajustados e defeituosos. Repleto de surpresas, ação, humor e emoção, WALL-E foi escrito e dirigido por Andrew Stanton, produzido por Jim Morris, co-produzido por Lindsey Collins e apresenta o desenho de som original e inovador do vencedor do prêmio da Academia® Ben Burtt (Guerra nas Estrelas, Indiana Jones, E.T. – O Extraterrestre). O filme tem estréia marcada para 27 de junho de 2008.

Anúncios
Publicado por: luzcameranimacao | junho 9, 2009

Uuuup

up_pixar2Oi Gente,

Rapidinho, só passando um pra mostrar o trailler de uma animação nova da Pixar. É em inglês, mas já vale! uhsauhasuhsauhsa A história é de uma menino, um velho rabugento e um cachorro “falante” se aventuram mundo a fora devido à uma casa que se movimentou por causa de balões… enfim, vejam ai! http://disney.go.com/disneypictures/up/ E percebam que interessantes os link ali embaixo.

_________________________________________________________

Programe-se! Em breve promoveremos um Concurso de Animações!!

Publicado por: luzcameranimacao | junho 9, 2009

Coraline e O Mundo Secreto

Título Original: Coraline

Gênero: Animação

Tempo de Duração: 101 minutos

Ano de Lançamento (EUA): 2009

Site Oficial: www.coralineofilme.com.br

Estúdio: Laika Entertainment / Pandemonium

Distribuição: Focus Features / Universal Pictures

Direção: Henry Selick

Roteiro: Henry Selick, baseado em livro de Neil Gaiman

Produção: Claire Jennings e Mary Sandell

Música: Bruno Coulais e They Might Be Giants F

otografia: Pete Kozachik

Direção de Arte: Phil Brotherton, Jamie Caliri, Tom Prooste e Dawn Swiderski

Edição: Christopher Murrie e Ronald Sanders

Efeitos Especiais: Gentle Giant Studios

Elenco (Vozes) Dakota Fanning (Coraline Jones) Teri Hatcher (Mãe / Outra Mãe) Jennifer Saunders (Srta. Spink) Dawn French (Srta. Forcible) Keith David (Gato) John Hodgman (Pai / Outro Pai) Robert Bailey Jr. (Wybie Lovat) Ian McShane (Sr. Bobinsky) Carolyn Crawford (Avó de Wybie)

 Baseado no livro de Neil Gaiman, Coraline conta a história de uma menina (Dakota Fanning) que encontra uma porta secreta em sua nova casa, e descobre um mundo paralelo. À primeira vista, este mundo se parece bastante com a sua vida real, com a diferença de que é muito melhor. Porém, quando essa fantástica aventura começa a ficar perigosa e seus novos pais tentam mantê-la presa para sempre na nova realidade, Coraline contará apenas com sua determinação e coragem para voltar para casa e salvar a própria família. Coraline adapta a obra infantil homônima, escrita por Neil Gaiman. O elenco de dubladores conta com nomes como Dakota Fanning (Coraline), além de Teri Hatcher e Ian McShane. O longa ainda não tem data para estrear, mas a previsão é para esse ano. Com direção de Henry Selick, o filme mostra a história de Coraline, uma menina que se muda com sua família para uma enorme casa. Explorando as inúmeras portas do local, a menina acaba abrindo uma que dá para outra casa, em outro mundo, cujos habitantes querem mantê-la presa, como sua filha. No Brasil, o livro foi publicado pela Rocco, em 2003.

Publicado por: luzcameranimacao | junho 9, 2009

Bolt

Como falamos de Bolt alguns posts antes, ai vai a sua sinopse. O animado conta a história de um pastor alemão branco que se chama Bolt, junto com uma garotinha de 12 anos, Penny, que irão estrelar um show de televisão chamado “American Dog”, um tipico programa que lembrará muitas séries antigas como “Jonny Quest” e “James Bond”. No programa eles lutam contra o crime e Bolt usa seus super poderes como um latido alto o suficiente para acabar com qualquer um que esteja em sua mira. Assim, Bolt acha que ele realmente é um super-herói e tem todos aqueles super-poderes, e esquece que é um simples ator de TV e que Penny realmente é apenas uma atriz apenas contratada para fazer sua parte e não alguém que realmente o ama. O cãozinho não compreende que muitos de seus grandes feitos são trucagens desenvolvidas pela equipe do estúdio. Bolt então é um cão que vive um mundo de fantasia, sem nunca questionar a razão da sua existência. Nunca viu como é o mundo fora dos estúdios. Por acidente ele acaba conseguindo sair, e é enviado para Nova York. E é nessa situação adversa, longe de casa, que o cãozinho decide usar seus poderes para voltar para casa, mas é ai que percebe que na verdade ele não tem poderes nenhum e que vai precisar de amigos para conseguir voltar.

Gêneros: Animação, Comédia, Fantasia, Família

Tempo: 96min

Ano: 2008

Direção: Chris Williams Byron Howard

 Roteiro: Chris Sanders

Elenco: Miley Ray Cyrus (Penny (voz)) Randy Savage ((voz)) Susie Essman (Senhor Mittens (voz)) Ronn Moss ((voz)) James Lipton ((voz)) Greg Germann ((voz)) Chloe Moretz (Penny jovem (voz)) Nick Swardson ((voz)) Diedrich Bader ((voz)) Malcolm McDowell ((voz)) John Travolta ((voz)) Mark Walton (Rinoceronte (voz))

Publicado por: luzcameranimacao | junho 9, 2009

Graduação para animadores

Vocês sabiam que existe um curso de gradução de Design com Habilitação em Animação Gráfica?

E nem fica tão longe, é na Univille em Joinville-SC!! Ai vai um pouco sobre o curso:

 DESIGN – ANIMAÇÃO DIGITAL A criação do Curso de Design com habilitação em Animação Digital na Univille é decorrente do histórico de atividades de pesquisa e extensão do departamento de Design nesta área, entre eles destaca-se o ‘Desenho Animado Ambiental’. ÁREAS DE ATUAÇÃO Aqui o acadêmico é preparado para se envolver com todas as atividades que cabem a um designer de animação digital, podendo atuar em: Escritórios de Design, Agências de Publicidade, Emissoras de TV, Produtoras de Vídeo, Empresas para Internet, Empresas de Animação, Games ou que atuem na área de interatividade e interfaces gráficas. ANIMAÇÃO DIGITAL NA UNIVILLE O curso está atento a cenários futuros de mídias digitais e visa preparar profissionais capazes de criar, desenvolver e gerenciar o processo de produção de animações. Para o desenvolvimento de projetos focados no design de animação, a Univille disponibiliza laboratórios específicos como os de Design, de Animação, 3D, Fotografia, Multimeios entre outros.

Publicado por: luzcameranimacao | junho 9, 2009

Bolt |2|

Bolt – O Supercão” é nome um dos mais novos longa-metragem de animação 3D da Disney, o filme conta a história de um pastor alemão que sempre viveu uma vida de ator em um seriado de televisão, interpretando um animal com superpoderes. Ele acaba se separando da equipe, e é obrigado a encontrar o caminho para casa, com ajuda de uma gata inteligênte e um hamster meio fora da casinha (imagem). O detalhe é que Bolt não sabe que é um cachorro comum, acreditando possuir os poderes que exibe na série de TV no mundo real. A partir da história foi criado um game, o qual, segundo o autor Vicente Cortez, possui a mecânica bastante simples, colocando Bolt em um ambiente 3D com muitos inimigos inimigos, os quais são atacados principalmente pelas corridas velozes que emendam combos e outros truques do heróico cachorrinho. Além dele a sua dona no seriado também pode jogar! Penny funciona, segundo ao autor, “como um misto de Solid Snake e Lara Croft, em missões de exploração que requerem em alguns momentos certa furtividade ou resolução de quebra-cabeças. Mas ela também tem alguns movimentos de combate e entra em ação quando necessário

Publicado por: luzcameranimacao | junho 9, 2009

Ivete Sangalo com mais animação, se é que ainda é possível.

A empresa da Caco de Telha Entretenimento, a produtora Caco Motion, está criando um projeto de animação que tem Ivete Sangalo como personagem principal. Em inglês “Ivy and Friends” (“Turma da Ivetinha), em formato 3D, conta as aventuras da cantora baiana quando criança. O projeto foi um dos selecionados para o Programa Internacional de Capacitação (PIC) “Séries de Animação de TV”, idealizado pela Associação Brasileira de Produtores Independentes de Televisão (ABPI-TV). O objetivo do programa, que aconteceu entre os dias 4 e 8 de maio, é de promover novas oportunidades de co-produção, desenvolver parcerias internacionais e estimular o setor de produção audiovisual brasileiro.

Publicado por: luzcameranimacao | junho 9, 2009

Família da Pesada

15746-2009-05-07-18_16_57_1Atenção fãs da série animada americana “Family Guy” (em português “Uma Família da Pesada”)! Segundo o criador da série, Seth MacFarlane, o desenho pode ganhar um live action em breve. A informação acaba de ganhar mais veracidade, esta já havia sido dada pelo próprio criador em abril desse ano, porém durante um evento de celebração do 100º episódio da série este afirmou: “Nós queremos fazer. A Fox também quer. Sabemos o que fazer para o filme sair. É só questão de econtrarmos o tempo perfeito para isso”. No ano passado o mesmo ocorreu com “Os Simpsons – O Filme” que, depois de 20 anos, saiu das telinhas para as telonas. “Uma Família da Pesada” foi criado em 1999, para o canal norte-americano Fox. A série mostra a vida de Peter Griffin (voz de MacFarlane) e sua nem um pouco comum família de classe média. Lois (Alex Borstein) é sua amável esposa, que luta para manter o mínimo de normalidade em sua casa.

Publicado por: luzcameranimacao | junho 8, 2009

A História da Animação

PixarBaseado na Pixar.

A história da computação gráfica, ou melhor, da animação por computador é incrível. Tudo começou com os pioneiros da computação, que em nos anos 80, conseguiram desenvolver animações rudimentares com o hardware da época. A história da Pixar, que é um dos maiores expoentes dessa história, desperta muito interesse pela trajetória de sucesso e começo difícil, o qual foi enfrentado. O livro “To Infinity and Beyond!”, mostra bem a história da Pixar, desde a sua origem dentro da Lucas Film, até o desenvolvimento do Carros. Hoje a história é conhecida e até comum, porém o tesouro mesmo é a história passada do estúdio, que passou um bom tempo “roendo osso” antes de se transformar na Meca da animação. Esse dinheiro e prestigio a Pixar não possuiu sempre. No começo as maiores limitações eram no orçamento e de tecnologia. Imagine como era criar modelos 3d sem interface gráfica? Eles tinham que digitar as coordenadas, uma por uma, para poder modelar algum objeto. Com o tempo as coisas foram melhorando, mas o sussesso começou mesmo só com o lançamento do Toy Story, nos anos 90. O DVD Pixar Short Films produz algumas das primeiras animações produzidas pela equipe. Para quem gosta da história da animação ou computação gráfica, esse é um DVD mais que obrigatório! Percebe-se a qualidade da animação, mesmo com os limitados recursos de produção. O mais curioso é descobrir que naquela época, já usavam-se sistemas de partículas em ambientes 3d para simular folhas. Um dos diferenciais da equipe estava em desenvolver ferramentas próprias. Sempre que eles precisavam fazer uma animação, mas não haviam ferramentas ou técnicas para a performance, a equipe se empenhava em elaborar essas. Mesmo começando com projetos pequenos, como os curtas, invista mais nas história e menos nos aspectos técnicos. Uma história bem planejada é o que chama mais a atenção. A parte técnica deve ser apenas um complemento, mas quando as duas são bem feitas você alcançará o sucesso.

Publicado por: luzcameranimacao | junho 8, 2009

Sinopse – Procurando Nemo

procurando-nemo-poster04

Título original: Finding Nemo

Gênero: Infantil,Aventura

Ano: 2003

País de origem: Estados Unidos

Distribuidora: Buena Vista

Duração: 100 min.

Classificação: livre

Língua: Inglês

Cor: Colorido

Som: DTS Dolby SDDS Digital

Diretor: Andrew Stanton

A turma dos estúdios Pixar se superou em Procurando Nemo, uma aventura divertida feita em parceria com a Disney. Notável pelo espetacular fundo do mar com milhões de cores, o filme tem o cenário mais impressionante jamais visto em um desenho animado. A película conta a história de um peixe neurótico, Marlin (voz de Albert Brooks), em busca de seu filho desaparecido, Nemo (voz de Alexander Gould). O filme não chega a ser páreo, artística ou comercialmente, a Toy Story ou Monstros S.A., mas deverá agradar muito à platéia. Com John Lasseter no comando da produção, Nemo marca a estréia na direção de Andrew Stanton (co-diretor de Vida de Inseto), roteirista das quatro produções da Pixar. Nemo tem 400 irmãos rebanhados entorno de sua mãe e um pai superprotetor que manteria o filho na coleira para sempre se pudesse. Todo preocupado em levar Nemo a seu primeiro dia na escola, Marlin entra em pânico quando o peixinho, depois de ser acusado pelo pai de ser um mau nadador, dá uma escapulida para explorar um barco que flutua, distante do coral onde moram. Desta vez, porém, a ansiedade de Marlin é justificada: um mergulhador pesca Nemo e leva-o para dentro do barco. Na sua procura pelo filho, Marlin é auxiliado por Dory (voz de Ellen DeGeneres), uma “peixa” azul distraída e entusiasmada que ajuda o nervoso pai a manter um pouco a calma. Logo eles encontram o simpático Bruce (Barry Humphries), um tubarão do bem que tenta conter seus instintos assassinos. “Faz três semanas que não boto um peixe na boca”, anuncia ele, ao lado dos amigos Anchor e Chum, todos tentando com relutância se abster da dieta carnívora. Assasina de Aquários

O começo do desenho é excepcional por sua beleza. Animadores de computação reconhecem os desafios de representar o universo aquático e a equipe da Pixar gastou anos pesquisando e desenvolvendo soluções para os problemas. O trabalho compensou. As imagens são gloriosas, exibindo o oceano em vários graus de iluminação, movimento e brilho. Nemo acaba sendo colocado no aquário de um dentista de Sydney. Seus companheiros capturados são um bando de peixes bacanas, liderados pelo carismático Gill (voz de Willem Dafoe). Este se preocupa constantemente com uma fuga, principalmente pelo temor da sobrinha do dentista, Darla, uma pequena assassina de peixinhos de aquário. Marlin e Dory tentam chegar ao porto de Sydney, ao mesmo tempo em que os novos amigos de Nemo planejam a escapada do consultório, protagonizando uma corrida desesperada contra o tempo. Outra ajudante da causa é a tartaruga marinha Crush, uma surfista de 150 anos e com espírito adolescente, além de um pelicano desastrado, Nigel. Embora a ação e o diálogo sejam ágeis e espertos, o filme não segura a onda o tempo todo. A preocupação neurótica de Marlin, que é o fio condutor da história, acaba sendo chata, enquanto que Dory também é tagarela demais – alguns cortes nas cenas com o par não fariam mal. Também faltou um vilão proeminente, que temperaria a aventura, e um roteiro mais costurado. Mesmo sem o brilho de Toy Story ou Monstros, Nemo é inteligente e imaginativo em geral, com imagens tão bonitas que valem o ingresso.

« Newer Posts - Older Posts »

Categorias